Meio Ambiente: Oficina de Planejamento Participativo define estratégias para uso dos parques ambientais

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Promovido pela Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente juntamente com a Empresa Neofloresta Serviços Sistêmicos de Dois Vizinhos, PR, aconteceu na última quinta-feira (16), no anfiteatro Romilde Vanzin a Oficina de Planejamento Participativo dos Parques Ambientais Municipais, ferramenta essa que tem o objetivo, de oportunizar a integração e comprometimento da população com as estratégias estabelecidas  para definir e planejar o futuro dos parques para os próximos 5 anos e que é parte integrante do Plano de Manejo das referidas Unidades do Conservação. O plano é um documento técnico, semelhante a um plano diretor municipal, que estabelece zonas, normas, uso, manejo de recursos e implementação de infraestrutura.

Hoje o município de Bituruna possui três parques naturais municipais localizados nas comunidades do criciúma e gleba 10 com uma área aproximada de 1.300 ha de florestas, fauna e flora conservadas. Em 2021 outras 02 Unidades de Conservação foram incorporadas aos 03 Parques.

O plano de manejo vem sendo desenvolvido a mais de um ano em uma parceria da Prefeitura de Bituruna, através da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente com a empresa Neofloresta, a qual é responsável pelo diagnóstico do ecossistema ambiental dos parques, catalogando e documentando a fauna e a flora. Para Ciro Costa, Engenheiro Florestal da Neofloresta, o potencial turístico dos parques e a diversidade de espécies encontradas no local são únicas e diferentes de qualquer outra região do estado.

“Os parques de Bituruna tem grande potencial de conservação e turístico, nos parques andamos embaixo de florestas de xaxins centenários com mais de 6 metros de altura, ambiente que você não encontra em nenhum outro lugar, além da quantidade expressiva e significativa de espécies tanto da flora quanto da fauna que possuem grande interesse científico e ecológico, e que, portanto merecem ser conhecidas, estudadas e preservadas,” Relatou Fábio Cró, Assessor de Meio Ambiente da Prefeitura de Bituruna.

Skip to content